PRODUTIVISMO: O MOVIMENTO QUE DESAGRADA E DEGRADA A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM EDUCAÇÃO

Autores

  • Aline de Carvalho Moura Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Siomara Moreira Vieira Borba Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.17648/educare.v16i39.23479

Palavras-chave:

Produtivismo, pós-graduação, produção de conhecimento.

Resumo


O objetivo deste artigo é elaborar uma reflexão sobre a produção de conhecimento em educação e a forma como vem sendo implementada para atender as necessidades e a demanda da sociedade mercantilizada. A proposta de trabalho visa abordar o tema do produtivismo pensando como a pressão imposta pelos sistemas avaliativos quantitativos vêm contribuindo para insatisfação e adoecimento docente, tentando resgatar os valores que deveriam revestir a produção de conhecimento produzida em educação. Para desenvolvermos e organizarmos essa discussão, trabalhamos as questões teóricas e metodológicas no campo teórico do marxismo, a partir de uma revisão bibliográfica que traz uma abordagem crítica capaz de discutir a questão dos valores mercantis na sociedade e a forma como suas influências e suas interferências chegam à educação, na medida em que os valores mercantis parecem assumir cada vez mais espaço nos processos educativos, em especial, na pós-graduação em educação, instaurando uma concepção de mercado na produção de conhecimento na área Tal movimento de alta e desmedida produtividade vem desagradando e degradando a academia desde os seus valores como instituição, perpassando questões de desaprovação docente e por fim, desencadeando problemas e fragilidades na produção de conhecimento em educação. 

Biografia do Autor

Aline de Carvalho Moura, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Doutora em educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Professora Adjunta da Universidade Federal Ruarl do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Siomara Moreira Vieira Borba, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutora em Educação pela PontifíciaUniversidade Católica do Rio de Janeiro (PUC) e Professora Associada da Faculdade de Educação, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Downloads

Publicado

20-07-2021

Como Citar

MOURA, A. de C.; BORBA, S. M. V. PRODUTIVISMO: O MOVIMENTO QUE DESAGRADA E DEGRADA A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM EDUCAÇÃO. Educere et Educare, [S. l.], v. 16, n. 39, p. 164–184, 2021. DOI: 10.17648/educare.v16i39.23479. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/23479. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê: AVALIAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO NO BRASIL