COMPETÊNCIAS SOCIOEMOCIONAIS NAS POLÍTICAS DE AVALIAÇÃO EM LARGA ESCALA E CURRICULARES: UM AJUSTE À FORMAÇÃO HUMANA VOLTADA PARA O MERCADO DE TRABALHO PRECÁRIO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17648/educare.v15i35.23933

Palavras-chave:

Competência socioemocional, avaliação em larga escala, política curricular.

Resumo


O tema do artigo refere-se aos desdobramentos da noção de competência socioemocional nas atuais políticas de avaliação em larga escala e curricular para educação básica, no Brasil. Para discutirmos essa temática, levantamos duas premissas. São elas: as demandas por competências socioemocionais são decorrentes das atuais configurações do mercado de trabalho; na função de promotor do consenso social sob a ótica do mercado, o Estado educador, sentido gramsciano, insere as competências socioemocionais no contexto das políticas educacionais. A pesquisa foi qualitativa de cunho bibliográfico e documental. Analisamos documentos de autoria do Banco Mundial, Instituto Ayrton Senna entre outros. Como principais resultados, analisamos que as competências socioemocionais contribuem para limitar o processo de formação humana, uma vez que resumem as condições de sociabilidade e psíquicas de cunho emocional aos ditames do mercado.

Biografia do Autor

Amanda Melchiotti Gonçalves, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus Cascavel (UNIOESTE)

Amanda Melchiotti Gonçalves é graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestranda em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) - Campus Cascavel/PR. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Política Educacional e Social (GEPPES).

Simone Sandri, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus Cascavel (UNIOESTE)

Simone Sandri é Doutora em Educação pela Universidade Federal do Paraná e professora do Colegiado do curso de Pedagogia UNIOESTE/Campus de Cascavel.

Jaqueline Bonfim de Souza Lima, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus Cascavel (UNIOESTE)

Jaqueline Bonfim de Souza Lima é graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Mestranda em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Professora da Rede Municipal de Cascavel e Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Politica Educacional e Social (GEPPES).

Thays Trindade Maier, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus Cascavel (UNIOESTE)

Thays Trindade Maier é graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Mestranda em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Professora da Rede Municipal de Cascavel e Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Politica Educacional e Social (GEPPES).

Downloads

Publicado

01-06-2020

Como Citar

MELCHIOTTI GONÇALVES, A.; SANDRI, S.; BONFIM DE SOUZA LIMA, J.; TRINDADE MAIER, T. COMPETÊNCIAS SOCIOEMOCIONAIS NAS POLÍTICAS DE AVALIAÇÃO EM LARGA ESCALA E CURRICULARES: UM AJUSTE À FORMAÇÃO HUMANA VOLTADA PARA O MERCADO DE TRABALHO PRECÁRIO. Educere et Educare, [S. l.], v. 15, n. 35, p. DOI: 10.17648/educare.v15i35.23933, 2020. DOI: 10.17648/educare.v15i35.23933. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/23933. Acesso em: 26 jan. 2022.

Edição

Seção

Parte I - Políticas de avaliação educacional