OS AVANÇOS DE UMA ESCOLA INTEGRAL NAS AVALIAÇÕES EXTERNAS: IMPACTOS QUALITATIVOS NA EDUCAÇÃO DOS ESTUDANTES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17648/educare.v16i40.23962

Palavras-chave:

Escola Integral, Educação Interdimensional, Resultados Educacionais.

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o crescimento dos resultados apresentados por uma escola integral de ensino médio no estado de Pernambuco e seu reflexo na comunidade escolar. Este estudo veio da necessidade de evidenciarmos resultados educacionais conquistados ao longo dos dez anos de funcionamento desta instituição, assim como conhecer ações da Educação Interdimensional, proposta pedagógica que visa desenvolver o estudante de forma integral e humana, nas dimensões cognitivas, relacionais, atitudinais e pessoais. Procedeu-se a um levantamento bibliográfico e estatístico, baseado em estudos de Costa (2001), Gadotti (2016), dentre outros. A pesquisa teve uma abordagem qualitativa, por meio da metodologia da pesquisa-ação, e participação de grupo focal na coleta de dados. Foi identificado que os investimentos da secretaria de educação do estado, contribuíram significativamente para os resultados educacionais positivos no que se refere à aprendizagem dos estudantes, os quais poderão subsidiar futuras ações de gestão na educação, a fim de que a escola integral possa oferecer de fato ao aluno a formação plena, e não apenas um horário estendido.

Biografia do Autor

Alessandra Marcos de Aguiar, Universidade de Pernambuco (UPE)

Alessandra Marcos de Aguiar é Mestra em Educação pela Universidade de Pernambuco e professora na Secretaria de Educação e Esportes do estado de Pernambuco. E-mail:  alessandramarcos@hotmail.com

Odaléa Feitosa Vidal, Universidade de Pernambuco (UPE)

Odaléa Feitosa Vidal é doutora em Educação pela Universidade Federal de Alagoas e professora adjunta da Universidade de Pernambuco. E-mail: odalea.vidal@upe.br

Downloads

Publicado

29-12-2021

Como Citar

DE AGUIAR, A. M.; VIDAL, O. F. OS AVANÇOS DE UMA ESCOLA INTEGRAL NAS AVALIAÇÕES EXTERNAS: IMPACTOS QUALITATIVOS NA EDUCAÇÃO DOS ESTUDANTES. Educere et Educare, [S. l.], v. 16, n. 40, p. 404–424, 2021. DOI: 10.17648/educare.v16i40.23962. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/23962. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊ: GESTÃO, AVALIAÇÃO E QUALIDADE EM EDUCAÇÃO