O APRISIONAMENTO DAS MENTES E DOS CORAÇÕES DOS ESTUDANTES BRASILEIROS PELO SISTEMA DE AVALIAÇÃO

Autores

  • João Batista Zanardini Universidade Estadual do Oeste do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.17648/educare.v15i35.24236

Palavras-chave:

Educação Básica, Avaliação em larga escala, BNCC.

Resumo


O presente artigo versa sobre o impacto que a avaliação em larga escala possui nas escolas e, principalmente, na vida dos estudantes brasileiros. Dessa forma, abordou-se, inicialmente, sobre vários aspectos atinentes à implementação dessas avaliações, bem como a sua principal intencionalidade: incorporar vigorosamente à educação pública uma lógica empresarial contemporânea em que os resultados e a competição se sobrepõem aos elementos essenciais dos processos de aprendizagem. Ainda, com base em Freitas (2013;2014) e em Macedo (2014), realizou-se uma inter-relação entre as intenções da Base Nacional Comum Curricular e o controle do ensino por meio das avaliações externas em larga escala com foco nas competências sócio emocionais ou não cognitivas.

Biografia do Autor

João Batista Zanardini, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutor em educação pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, professor do Colegiado de Pedagogia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Cascavel

Downloads

Publicado

01-06-2020

Como Citar

ZANARDINI, J. B. O APRISIONAMENTO DAS MENTES E DOS CORAÇÕES DOS ESTUDANTES BRASILEIROS PELO SISTEMA DE AVALIAÇÃO. Educere et Educare, [S. l.], v. 15, n. 35, p. DOI: 10.17648/educare.v15i35.24236, 2020. DOI: 10.17648/educare.v15i35.24236. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/24236. Acesso em: 26 jan. 2022.

Edição

Seção

Parte I - Políticas de avaliação educacional