ASPECTOS HISTÓRICOS DA ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR NO BRASIL: APROXIMAÇÕES

Autores

  • Marinez G Soligo Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Graduada em Pedagogia e História (licenciatura). Professora da Rede Municipal de Educação. https://orcid.org/0000-0002-7561-6972
  • Adrian Alvarez Estrada Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (2004). Atualmente é Professor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, onde é docente do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Colegiado de Pedagogia. https://orcid.org/0000-0002-0980-8925
  • Valdecir Soligo UNIOESTE. Doutor em Educação - UNISINOS); Mestre em Educação- UPF. Graduado em História e Pedagogia. Professor do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Estadual do Oeste Paraná (UNIOESTE) Campus de Cascavel e Professor Adjunto do Curso de Pedagoia UNIOESTE Campus de Cascave, Pr. https://orcid.org/0000-0003-2618-009X

DOI:

https://doi.org/10.17648/educare.v16i40.28592

Resumo


Este estudo é parte de pesquisa mais ampla onde investigamos as relações do perfil do gestor e da gestão com o rendimento escolar aferido pelas avaliações em larga escala. Neste recorte trazemos parte do histórico da administração escolar no Brasil, tendo como objetivo contribuir com a análise da bibliografia produzida na área sobre as origens da gestão escolar e educacional brasileira. O método empregado foi a revisão bibliográfica e a análise documental com leitura flutuante e cotejamento crítico entre autores. A problemática, bem como os objetivos, visa compreender a história da administração escolar e educacional no Brasil. Como resultados, temos indícios de permanências e rupturas no processo. As permanência estão vinculadas, principalmente, as influencias externas, enquanto que as rupturas vinculam-se a evolução conceitual sobre a gestão da educação.

Downloads

Publicado

29-12-2021

Como Citar

SOLIGO, M. G.; ESTRADA, A. A.; SOLIGO, V. ASPECTOS HISTÓRICOS DA ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR NO BRASIL: APROXIMAÇÕES. Educere et Educare, [S. l.], v. 16, n. 40, p. 287–310, 2021. DOI: 10.17648/educare.v16i40.28592. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/28592. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊ: GESTÃO, AVALIAÇÃO E QUALIDADE EM EDUCAÇÃO