O ALUNO COM DEFICIÊNCIA DAS COMUNIDADES REMANESCENTES DE QUILOMBOS: UM ESTUDO DOS INDICADORES EDUCACIONAIS

Autores

  • Juliana Vechetti Mantovani

DOI:

https://doi.org/10.17648/educare.v9i0.8906

Resumo


Existe uma escassez de pesquisas na interface entre a educação especial e a educação escolar quilombola, assim, a presente pesquisa tem por objetivo discutir os indicadores educacionais sobre a escolarização do aluno com deficiência das comunidades remanescentes de quilombos no Brasil, e no estado de São Paulo, no período de 2005 a 2010.Os dados foram coletados por meio dos Microdados do Censo Escolar da Educação Básica disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) referentes aos anos de 2005 a 2010. Os principais achados foram: aumento do número de matrículas e maior concentração de alunos com deficiências na educação regular, quando comparado as matrículas em escolas exclusivamente especializadas e classes especiais. Os resultados mostram que os alunos com deficiências estão nas escolas localizadas em áreas remanescentes de quilombos.

Downloads

Publicado

12-09-2014

Como Citar

MANTOVANI, J. V. O ALUNO COM DEFICIÊNCIA DAS COMUNIDADES REMANESCENTES DE QUILOMBOS: UM ESTUDO DOS INDICADORES EDUCACIONAIS. Educere et Educare, [S. l.], v. 9, 2014. DOI: 10.17648/educare.v9i0.8906. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/8906. Acesso em: 29 nov. 2021.