AS ORIENTAÇÃOS DO LIBERALISMO E DOS ORGANISMOS INTERNACIONAIS PARA AS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO NO BRASIL: O CASO DA EDUCAÇÃO PROFISSONAL

Rosangela Lourenço Garcia, Isaura Monica Souza Zanardini

Resumo

Os direcionamentos para a política educacional no Brasil apresentam uma relevante influência dos Organismos Internacionais, pautados em pressupostos liberais. Considerando os empréstimos financeiros, a ajuda técnica e as condições que esses Organismos impõem aos países em desenvolvimento como o Brasil, bem como a compreensão de que as políticas sociais, dentre elas as educacionais, compõem um processo de ajustes estruturais, atentamo-nos neste trabalho, a partir de uma revisão bibliográfica de autores que se dedicam a esse tema, à análise da influência dos Organismos Internacionais na educação e, sobretudo, na Educação Profissional do Brasil. Observamos que os moldes dessa modalidade de ensino estão cada vez mais atrelados aos conceitos de empregabilidade e competitividade, coadunando-se com o desenvolvimento da globalização da economia e com as mudanças no setor produtivo acentuados no Brasil em 1990 com o processo de reestruturação produtiva em curso.

Texto completo:

PDF