REFLEXÕES SOBRE A AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA NA EDUCAÇÃO BÁSICA

Autores

  • Helena Maria Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.17648/educare.v9i18.9512

Palavras-chave:

Ensino, aprendizagem, aula, Língua Portuguesa.

Resumo


Resumo: Este artigo, constituído de uma pesquisa bibliográfica, se ocupa da temática gestão da sala de aula. Inicialmente, buscou-se caracterizar a aula de um ponto de vista geral, numa perspectiva dos teóricos da educação. Posteriormente, buscou-se caracterizar a aula de língua portuguesa, numa tentativa de articulação entre teóricos da educação e linguistas. A partir do estudo realizado, constatou-se que a aula demanda uma atenção especial, pois é, efetivamente, nesse contexto escolar específico, que é concretizada a construção dos conhecimentos didáticos, das capacidades intelectuais/profissionais (saberes, habilidades, capacidades, hábitos e competências) e humanas (afetivas, éticas estéticas). Buscou-se caracterizar, de maneira bastante detalhada, os aspectos constituintes do processo educativo que interferem na gestão da aula (objetivos, sistema de conteúdo, atividades de aprendizagem, estratégias de aprendizagem, organização do ambiente educativo - recursos, tempo e espaço-, avaliação, relação professor-aluno), o que evidenciou a complexidade do processo de gestão da aula. Foi possível constatar que, no ensino de línguas, a linguagem é simultaneamente instrumento e objeto, uma vez que a aula deve incluir um trabalho sobre a linguagem, de modo a proporcionar aos alunos a possibilidade de ampliar seus conhecimentos sobre a língua e saber utilizá-la de forma adequada nas diferentes situações da vida quotidiana. Observou-se que a aula dessa disciplina se constitui como um evento enunciativo, em que questões de ordem social, histórica, institucional, pessoais influenciam nas formas de propor e de participar das atividades das aulas, ou seja, a aula evidencia o modo como os diferentes sujeitos se relacionam com a linguagem. Na aula, o professor busca parceiros e, nesse movimento, faz emergir interações que permitem entender as formas de significar conteúdos e a própria linguagem. Constatou-se que a articulação entre Educação e Linguística pode oferecer importantes sinalizações para que as aulas de língua portuguesa sejam  dimensionadas em uma perspectiva pedagógica fundamentada teoricamente. 

Downloads

Publicado

02-10-2014

Como Citar

FERREIRA, H. M. REFLEXÕES SOBRE A AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA NA EDUCAÇÃO BÁSICA. Educere et Educare, [S. l.], v. 9, n. 18, 2014. DOI: 10.17648/educare.v9i18.9512. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/9512. Acesso em: 24 jan. 2022.

Edição

Seção

Núcleo Temático: Educação Básica