O SUJEITO ESTÉTICO NA CONTEMPORANEIDADE: UMA PERSPECTIVA DE FORMAÇÃO HUMANA DO PROFISSIONAL

Margaréte May Berkenbrock-Rosito, Thiago Carzetta Marchina

Resumo


RESUMO:Neste estudo, estabelece-se, como objetivo, refletir sobre a possibilidade da instauração da Educação Estética, voltada para a formação humana na pós-modernidade. O material analisado é a Resolução CNE/CP, 3 de 18 de dezembro de 2002 e, como apoio a essa análise, o Parecer CNE/CP nº. 29/2002 que trata das Diretrizes Curriculares Nacionais de Nível Tecnólogo que deu origem à Resolução CNE/CP 3/2002. Estabelece-se como pergunta norteadora: é possível, à luz da análise hermenêutica das Diretrizes Curriculares Nacionais de Nível Tecnológico, uma Educação Estética visando à formação humana do profissional? O referencial teórico trata da fundamentação sobre o tempo presente e a formação no tempo liquefeito em que vivemos, as concepções de Educação Estética e uma aproximação entre os pensamentos de Freire (1987, 1996) e Schiller (2002), Bauman(1998) e Hall(2006).


 


Palavras-chave


Educação Estética; Formação Humana; Tecnólogo; hemenêutica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.17648/educare.v13i28.19995

Direitos autorais 2018 Educere et Educare

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

______________________________________________________________

Revista Educere et Educare

e-ISSN 1981-4712 — ISSN 1809-5208
Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Educação

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110
E-mail: educereeteducare@gmail.com