Reflexões e práticas na formação de professores de ciências naturais

Autores

  • Renato Barboza da Universidade Federal de São Paulo
  • Simone Alves de Assis Martorano Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.33238/ReBECEM.2017.v.1.n.1.18561

Palavras-chave:

Ensino de Ciências, Ciências Naturais, Formação de Professores.

Resumo


Resumo: A formação de professores de Ciências tem se mostrado com um dos grandes desafios da área de ensino nas últimas décadas. Isso decorre da sua complexidade. Formar um professor de Ciências apenas valorizando os aspectos pedagógicos da profissão ou, pelo contrário, valorizando apenas o conteúdo científico só fará com que a sua formação seja incompleta e insuficiente para lidar com os desafios do mundo atual. Assim, neste artigo apresentamos algumas reflexões sobre as práticas realizadas no nosso grupo com intuito de aprimorar a formação inicial de professores de Ciências. Apoiadas sobre a necessidade de existir uma base mínima de saberes inerentes à formação docente, estas práticas visaram trabalhar com aspectos relacionados com a atividade docente, seja os relacionados com o conhecimento dos conteúdos pedagógicos e contexto ou com os conhecimentos do conteúdo específico necessário à formação deste professor. Longe de apontar soluções, estes trabalhos vêm ressaltar a necessidade do trabalho integrado e aplicado em vários momentos da formação do estudante com o propósito de provê-lo de habilidades e competências que os auxiliarão em sua atuação profissional.

Palavras-chave: Ensino de Ciências; Ciências Naturais; Formação de Professores.

 

Reflections and practices in teacher’s education of natural sciences

Abstract: The science Teacher education has been shown with one of the great challenges of the teaching area in the last decades. This is due to its complexity. To train a science teacher only by valuing the pedagogical aspects of the profession or, on the contrary, valuing only the scientific content will only make its education incomplete and insufficient to deal with the challenges of the world today. Thus, in this article we present some thought on the practices carried out in our group to improve the initial natural sciences teacher education. Based on the necessity to have a minimum of knowledge inherent in teacher education, these practices aimed to work with aspects related to the teaching activity, be they related to the knowledge of the pedagogical content and context or to the knowledge of the specific content necessary to the formation of this teacher. Far from pointing out solutions, these works highlight the necessity for an integrated and applied work in different moments of the student's education with the purpose of providing him with skills and competences that will assist them in their professional performance.

Keywords: Science Teaching; Natural Sciences; Teacher’s Education.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AZEEM, M. Problems of Prospective Teachers During Teaching Practice. Academic Research International, Lodhran, v. 1, n. 2, p. 308-316, 2011.

BARBOZA, R.; MOREIRA, R. S.; FERRARI, M. F. R. Using active learning strategies to enhance student’s cognitive skill in science education. Washington: Society for Neuroscience, 2015.

BARBOZA, R. et al. Critérios de seleção de conteúdos de Biologia utilizados por professores em formação inicial. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊCNIAS, 11, 2017, Florianópolis. Anais... Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2017. p. 1-8.

BARBOZA, R.; MARTORANO, S. A. A. Avaliação da compreensão dos licenciando sobre a importância do estágio supervisionado na formação professores de Ciências. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊCNIAS, 10, 2015, Águas de Lindóia. Anais... Águas de Lindóia, 2015. p. 1-8.

BAROLI, E.; VILLANI, A. Meio século de tensões na formação de professores de ciências no brasil. In: CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS, 9, 2013, Girona. Anais... Girona: Universitat de Valencia, 2013. p. 286-290.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais: ensino médio. Brasília: MEC/SEMTEC, 1999.

CARVALHO, A.M.P. Formação de professores de ciências: duas epistemologias em debate. In: CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS, 9, 2013, Girona. Anais... Girona: Universitat de Valencia, 2013. p. 2784-2790.

CARVALHO, I. N. Uma proposta de critérios de selecionar conteúdos conceituais para o ensino médio de Biologia. 2016. 73 f. Dissertação (Mestrado em ensino, filosofia e história das ciências) – Insituto de Física, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2016.

COLAGRANDE, E. A.; ARROIO, A.; MARTORANO, S. A. A. Assessment on How Pre-service Science Teachers View the Nature of Science. Journal of Turkish Science Education, v. 13, 2016, p. 293-307.

ESTEVES, E.; COIMBRA, M.; MARTINS, P. Aprendizagem da Física e Química Baseada na Resolução de Problemas: Um estudo centrado na sub-unidade temática “Ozonio na estratosfera”, 2005. Disponível em:<http://www.enciga.org/files/boletins/61/a_aprendizagem_da_fq.pdf>. Acesso em: 13 nov. 2017.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 43. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GATTI, B.A. Formação de professores: condições e problemas atuais. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 1, n.2, p. 161-171, abr./jun. 2016.

GAGLIARDI, R. Los Conceptos Estructurales en el Aprendizaje por Investigación. Enseñanza de las Ciencias, Barcelona, v. 4, n. 1, p. 30-35, 1986.

GOLDENFELD, N.; WOESE, C. Biology's next revolution. Nature, v. 445, n. 7126, s.p. 2007.

GOUW, A. M. S. A prática pedagógica de Biologia no Curso de Ciências - Licenciatura. In: KLUTH, V. S. (Org.). Prática docente e formação de professores: reflexões à luz do ensino de Ciências. 1ed. São Paulo: Alameda, 2007. p. 131-147.

GRAÇA, A. O conhecimento pedagógico do conteúdo no ensino do basquetebol. 1997. 331 f. Tese (Doutorado em Ciências do Desporto) - Faculdade de Desporto, Universidade do Porto, Porto, 1997.

GROSSMAN, P. L. The making of a teacher: teacher knowledge and teacher education. New York: Teachers College Press, 1990.

HANDELSMAN, J. et al. Scientific teaching. Science, v. 304, n. 5670, p. 521-522, 2004.

KLUTH, V.S. (Org.). Prática docente e formação de professores: reflexões à luz do ensino de Ciências. 1ed.São Paulo: Alameda, 2017.

LANKSHEAR, C.; KNOBEL, M. New literacies: Everyday practices and classroom learning 1nd ed. Buckingham, U.K.: Open University Press, 2004.

MATCH, E. Popular Scientific Lectures. Chicago: The Open Court Publishing CO, 1898.

MARANDINO, M. A prática de Ensino nas Licenciaturas e a pesquisa em ensino de ciências: questões atuais. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, Florianópolis v. 20, n. 2, p. 168-193, ago. 2003.

MARTORANO, S. A. A.; BARBOZA, R. Aprendizagem Baseada na Resolução de Problemas: uma análise da metodologia na disciplina de estágio supervisionado no curso de ciências licenciatura. In: JORNADAS INTERNACIONALES “PROBLEMÁTICAS EN TORNO A LA ENSEÑANZA EN LA EDUCACIÓN SUPERIOR. DIÁLOGO ABIERTO ENTRE LA DIDÁCTICA GENERAL Y LAS DIDÁCTICAS ESPECÍFICAS”, 2, 2015, Luján. Anais... Luján, 2015, s.p.

MILLER, S. et al. The pipeline. Scientific teaching in practice. Science, n. 5906, v. 322, p. 1329-1330, 2008.

NÓVOA, A. Os professores na virada do milênio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Educacão em Pesquisa, São Paulo, v. 25, n.1, p.11-20, jan./jun, 1999.

PIMENTA, S.G.; LIMA, M.S.L. Estágio e docência. São Paulo: Editora Cortez, 2012.

SANTOS, S.; INFANTE-MALACHIAS, M. E. Interdisciplinaridade e resolução de problemas: algumas questões para quem forma futuros professores de ciências. Educ. Soc., Campinas, v. 29, n. 103, p. 557-579, 2008,

SFORNI, M. S. F. Formação de professores e os conhecimentos teóricos sobre a docência. In: LIBÂNEO, J. C.; ALVES, N. (Org.). Temas de Pedagogia: diálogos entre didática e currículo. São Paulo: Cortez, 2012. p. 469-488.

SILVA, V. F.; BASTOS, F. Formação de Professores de Ciências: reflexões sobre a formação continuada. Alexandria, Florianópolis, v.5, n.2, p.150-188, set. 2012.

SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of a new reform. Harvard Educational Review, Harvard, v. 57, n. 1, p. 1-22, 1987.

UNIFESP. Projeto Pedagógico do Curso de Ciências – Licenciatura. 2014. Disponível em: <http://www3.unifesp.br/prograd/ app/cursos/index.php/prograd/arq_projeto/1225>. Acesso em 21 dez.2016.

WOESE, C. R. A new biology for a new century. Microbiology and molecular biology reviews, New York, v. 68, p. 173-186, 2004.

Downloads

Publicado

21-12-2017

Como Citar

BARBOZA, R.; MARTORANO, S. A. de A. Reflexões e práticas na formação de professores de ciências naturais. Revista Brasileira de Educação em Ciências e Educação Matemática, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 16–29, 2017. DOI: 10.33238/ReBECEM.2017.v.1.n.1.18561. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/rebecem/article/view/18561. Acesso em: 6 out. 2022.