Estudo dos múltiplos e divisores por meio de resolução de problemas: um relato de experiência docente

Autores

  • Danilo Augusto Ferreira de Jesuz Instituto Federal do Paraná
  • Ana Lúcia Pereira Universidade Estadual de Ponta Grossa

DOI:

https://doi.org/10.33238/ReBECEM.2018.v.2.n.1.19418

Palavras-chave:

Múltiplos, Divisores, Relato de experiência, Resolução de Problemas.

Resumo


Resumo: O presente artigo relata uma experiência realizada por um dos autores referente ao ensino de múltiplos, divisores, números primos e quadrados perfeitos em uma turma do sétimo ano do ensino fundamental em uma escola pública do município de Siqueira Campos, PR. As tarefas desenvolvidas foram baseadas no modelo de Resolução de Problemas proposto por Polya, em que os alunos são estimulados a participarem ativamente no processo de aprendizagem. A principal lição extraída dessa experiência foi a efetividade desse método em aprimorar o raciocínio lógico e a criatividade entre os alunos, além de aprimorar a capacidade dos mesmos em trabalhar em grupo para resolver problemas mais desafiadores.Palavras-chave: Múltiplos; Divisores; Relato de experiência; Resolução de Problemas. Study of multiples and divisors by using the problem solving approach: report of a teaching experienceAbstract: The present article reports an experience carried out by one of the authors on teaching multiples, divisors, prime numbers and perfect squares to a 7th year class of the fundamental level in a public school in the City of Siqueira Campos, State of Parana, Brazil. The developed activities were based on the Polya’s model of problem solving, in which the pupils are stimulated to participate actively in the learning process. The main lesson drawn from this experience was the effectiveness of this method in fostering the logical reasoning and creativity among the pupils, as well as in fostering their ability to work in group to solve more challenging problems.Keywords: Multiples; Dividers; Exploratory Teaching; Problem Solving. 

Biografia do Autor

Danilo Augusto Ferreira de Jesuz, Instituto Federal do Paraná

Doutorando pelo programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG. Possui graduação em Matemática pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (2006) e mestrado em Matematica pela Universidade Estadual de Londrina (2015). Atualmente é professor de Matemática - EBTT do Doutorando pelo programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG. Possui graduação em Matemática pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (2006) e mestrado em Matematica pela Universidade Estadual de Londrina (2015). Atualmente é professor de Matemática - EBTT do Instituto Federal do Paraná. 

Ana Lúcia Pereira, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora (2011) e Mestre (2005) em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Graduada em Ciências e Matemática na Universidade do Norte Pioneiro (UENP, 1994). Professora do Departamento de Matemática e Estatística da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG, Brasil) desde 2012. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação, em que serviu como vice-coordenador (2014-2015) e do Programa em Ensino de Ciências e Educação Matemática (2017) na Universidade Estadual de Ponta Grossa. Foi pesquisadora visitante na University of Strathclyde, no Reino Unido (2016-2018) com apoio da Capes. Também atuou como coordenadora Institucional do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID / Capes / UEPG, 2012-2013) e como Coordenadora de Gestão e Processos Educacionais no PIBID (Capes / UEPG, 2014-2016). Foi Chefe do Núcleo Regional de Educação de Jacareziho no Estado do Paraná (2009-2010). Presidente do Sindicato dos Professores (APP) da região Jacarezinho (2002-2009). Autor de vários artigos em revistas e atua como referee nas áreas de Políticas Educacionais, Formação de Professores; Práticas e Desenvolvimento Curricular; Ensino e Aprendizagem; Psicanálise; Midias Socias; Ciência, Tecnologia e Sociedade e Educação Matemática. Editor associado da Frontiers in Psicologia da Educação desde 2015.

Referências

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1998.

JESUZ, D. A. F. de.; OLIVEIRA, J. C. R. de.; TORTOLA, E. Uma proposta para o ensino do teorema de bayes na perspectiva da resolução de problemas. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 12, 2016, São Paulo. Anais... São Paulo: Universidade Cruzeiro do Sul, 2016. p. 1-12. Disponível em: <http://www.sbembrasil.org.br/enem2016/anais/pdf/7478_3221_ID.pdf>. Acesso em: 30 abr. 2018

MORGADO, A.C.; CARVALHO, P.C.P. Matemática Discreta: Coleção PROFMAT. Rio de Janeiro: SBM, 2014.

PARANÁ (Estado). Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes Curriculares da Educação Básica de Matemática. Curitiba: SEED, 2008.

POLYA, G. A Arte de Resolver Problemas. Rio de Janeiro: Interciência, 1994.

PONTE, J. P. Tarefas no ensino e naaprendizagem da matemática. In: PONTE, J. P. (Org.). Práticas profissionais dosprofessores de matemática. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 2014. p. 13-27.

SCHOENFELD, A. H. Heurísticas da sala de aula. In: KRULIK, S.; REYS, R. E. A Resolução de Problemas na matemática escolar. São Paulo: Atual, 1997.

VAN DE WALLE, J. A. Elementary and Middle School MathemaTIC. 4. ed. New York: Longman, 2001.

Downloads

Publicado

03-05-2018

Como Citar

JESUZ, D. A. F. de; PEREIRA, A. L. Estudo dos múltiplos e divisores por meio de resolução de problemas: um relato de experiência docente. Revista Brasileira de Educação em Ciências e Educação Matemática, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 152–170, 2018. DOI: 10.33238/ReBECEM.2018.v.2.n.1.19418. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/rebecem/article/view/19418. Acesso em: 17 out. 2021.