Sucesso e fracasso no ensino da Matemática: o que dizem futuros professores de uma IES?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33238/ReBECEM.2018.v.2.n.1.18894

Palavras-chave:

Matemática, Formação de Professores, Fracasso, Sucesso.

Resumo


Resumo: Este estudo objetivou discutir sobre os fatores que contribuem para o sucesso e o fracasso nos cursos de Licenciatura em Ciências e Matemática de um centro acadêmico vinculado a uma Instituição de Ensino Superior (IES) do Estado da Paraíba, Brasil, a partir da compreensão dos licenciandos sobre tais elementos. Assim, buscou-se analisar se estes fatores interferem na permanência e no abandono dos estudantes em seus cursos universitários. Com uma abordagem qualitativa, a pesquisa fez uso de um questionário como instrumento de coleta de dados, que foi aplicado a 22 licenciandos. Os estudantes questionados, em sua grande maioria, colocam a referência para o sucesso basicamente no esforço próprio, salientando a dedicação e a perseverança próprias. Quando se discute a relação que os licenciandos estabelecem com o fracasso, vários foram os fatores considerados como deflagradores dos insucessos ocorridos, com considerável peso na didática utilizada pelos seus professores.Palavras-chave: Matemática; Formação de Professores; Fracasso; Sucesso. Success and failure in Mathematics teaching: what says future teachers of an IES?Abstract: This study aimed to discuss the factors that contribute to success and failure in the degree courses in Science and Mathematics of the academic center linked to an Institution of Higher Education (IES) in the State of Paraíba, Brazil, through students’ understanding of such elements. Thus, it was sought to analyze if these factors interfere in the permanence and the abandonment of the students in their university courses. With a qualitative approach, the research made use of a questionnaire as an instrument of data collection, which was applied to 22 graduates. Most of the questioned students place the reference to success primarily in their own effort, emphasizing their own dedication and perseverance. When discussing the relationship that the students establish with failure, several factors were considered as triggers of the failures occurred, with considerable weight in the didactic used by their teachers.Keywords: Mathematics; Teacher Training; Failure; Success. 

Biografia do Autor

Valéria Maria de Lima Borba, Universidade Federal de Campina Grande

Possui Mestrado em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco (2001), com ênfase em Psicologia da Educação Matemática e graduação em Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco (1995), com Habilitação em Magistério das Séries Iniciais do Ensino Fundamental e das Disciplinas Pedagógicas do Ensino Médio (1995.2); e Supervisão Escolar (1996.2). Possui ainda experiência como Professora do Ensino Fundamental anos iniciais e finais e Ensino Médio. Atuou também como Assessora Pedagógica na área de Matemática da Educação Infantil e dos I e II Ciclos do Ensino Fundamental anos iniciais na Secretaria de Educação da Prefeitura do Recife. No período de 2001 a 2006, foi professora de Graduação das Universidades Federal de Pernambuco, Universo, Funeso e Fade. Durante os anos de 2008 e 2009 atuou como Técnica Pedagógica da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco. Lecionou em cursos de Pós-Graduação na Universo (2005) no curso de Especialização em Psicopedagogia, ministrando a disciplina de Introdução a Psicopedagogia e na Universidade Federal Rural de Pernambuco (2009) como professora colaboradora do Curso de Especialização em Educação Integral, Cidadania e Inclusão, ministrando a disciplina de Arte-Educação e em 2010 como orientadora e co-orientadora de monografia. Foi, durante o ano de 2010 e início de 2011, Técnica Educacional da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco e Formadora da Editora Moderna. Atualmente é professora de Graduação e Pós Graduação da Universidade Federal de Campina Grande, no Campus de Cajazeiras.

André Pereira da Costa, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorando em Educação Matemática e Tecnológica (EDUMATEC) - Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Possui Graduação em Tecnologia em Automação Industrial (2013) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Licenciatura Plena em Ciências com Habilitação em Matemática (2013) - Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Especialização em Educação Matemática (2014) - Faculdades Integradas de Patos (FIP), Especialização em Língua Brasileira de Sinais (2014) - Faculdade Internacional do Deita (FID), Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho (2014) - Faculdades Integradas de Patos (FIP), Mestrado em Educação Matemática e Tecnológica (2016) - Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). É Professor de Matemática da Educação Básica na rede pública estadual de Pernambuco. No período de 2006 a 2010, lecionou nos anos iniciais do ensino fundamental da Educação de Jovens e Adultos (EJA), no município de Cachoeira dos Índios, Paraíba. Produziu 84 trabalhos acadêmicos, dos quais, 63 são artigos publicados em anais de eventos acadêmicos, em periódicos científicos e em livros. É o autor dos projetos de criação dos símbolos municipais de Cachoeira dos Índios (PB). Atua como Assistente de Edição da Revista Educação Matemática em Foco, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). É ainda Parecerista Ad Hoc da Revista Boletim Online de Educação Matemática, organizada pelo Departamento de Matemática e pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Matemática e Tecnologias, do Centro de Ciências Tecnológicas da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC); Parecerista Ad Hoc da Revista Vidya, organizada pelo Centro Universitário Franciscano de Santa Maria-RS; e Parecerista Ad Hoc da Revista Educação Online, organizada pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Integra o Comitê de qualidade na elaboração de planos de aula da Revista Nova Escola em parceria com a Fundação Lemann e o Google. Atualmente, realiza pesquisas na área de Educação Matemática, com ênfase em Ensino e em Aprendizagem de Geometria, investigando sobre os Níveis de Desenvolvimento do Pensamento Geométrico, sob orientação do Professor Doutor Marcelo Câmara dos Santos. É membro dos Grupos de Pesquisa Fenômenos Didáticos na Classe de Matemática (FDCM) e Pró-Grandezas: ensino e aprendizagem das grandezas e medidas. Temas de interesse: Educação Matemática, Geometria, Van-Hiele, Grandezas e Medidas, Contrato Didático, Transposição Didática, Teoria Antropológica do Didático, Educação Matemática Inclusiva, Tecnologias na Educação, Avaliação da Aprendizagem, Didática, Estágio à Docência.

Referências

ARRUDA, S. M.; UENO, M H. Sobre o ingresso, desistência e permanência no curso de Física da Universidade Estadual de Londrina: algumas reflexões. Revista Ciência & Educação. São Paulo: Escrituras, v. 9; n. 2, p. 159-175, 2003.

AUGOSTO, C. A.; SOUZA, J. P.; DELLAGNELO, E. H. L.; CARIO, S. A. F. Pesquisa Qualitativa: rigor metodológico no tratamento da teoria dos custos de transação em artigos apresentados nos congressos da Sober (2007-2011). Rev. Econ. Sociol. Rural, v.51, n.4, Brasília, p.1-12, out./dez. 2013.

ASCOLI, C. C. B.; BRANCHER, V. R. Jogos matemáticos: algumas considerações sobre os processos de ensino e aprendizagem. In: Jornada Nacional de Educação 2006. Anais... Santa Maria: Centro Universitário Franciscano, 2006, p.1-9. Disponível em: <http://www.unifra.br/eventos/jornadaeducacao2006/2 006/pdf/artigos/matem%C3%A1tica/JOGOS%20MATEM%C3%81TICOS.pdf > Acesso em: 03 fev 2016

AUTOR 1; AUTOR 2 (2013a).

AUTOR 1; AUTOR 2 (2013b).

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm> Acesso em: 03 fev. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Médio/Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1998. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ciencian.pdf> Acesso em: 03 fev. 2016.

CÂMARA DOS SANTOS, M. Algumas concepções sobre o ensino e a aprendizagem em matemática. Educação Matemática em Revista, v.9, n.2, p. 38-46, jan./ jun. 2002.

CÂMARA DOS SANTOS. O Cabri-Géomètre e o desenvolvimento do pensamento geométrico: o caso dos quadriláteros. In Borba, R. & Guimarães, G. (Orgs.). A Pesquisa em Educação Matemática: repercussões na sala de aula. São Paulo: Cortez, 2009, p. 177-211.

CARDOSO, E. R. Jogos matemáticos no contexto escolar. Trabalho de Conclusão de Curso. Maringá: Secretaria de Estado de Educação do Paraná, 2008.

DA ROCHA FALCÃO, J. T. MEIRA, L. A. A experiência matemática na escola de 1º grau. Educação Matemática em Revista, v.1, n.2, p.37-42, 1994.

HUILLET, D.; MUTEMBA, B. The relation of mozambican secondary school teacher to a mathematical concept: the case of limits of functions. In: International Meeting of Psychology of Mathematics Education (PME) 2000, Annals... Hiroshima: Association of Psychology of Mathematics Education, 2000, p.1-8.

MALTA, I. Linguagem, leitura e matemática. In Cury, H. N. (Org.). Disciplinas matemáticas do ensino superior: reflexões, relatos, propostas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

NIMIER, J. Les modes de rélations aux mathématiques. Paris: Méridiens-Klincksieck, 1988.

LIMA BORBA, V. M.; BRITO LIMA, A. P. A.; RÉGNIER, J. G. A questão da permanência e desistência dos estudantes de Licenciatura em Matemática no Brasil: estudo exploratório abordado pelo quadro da Análise Estatística Implicativa. In: RÉGNIER, J. G.; SLIMANI, Y.; GRAS, R. Analyse Statistique Implicative: Des sciences dures aux sciences humanies et sociales. Lyon: Association ARSA, 2015, p.646-669.

NORONHA, A. P. P.; FREITAS, F. A.; OTTATI, F. Parâmetros psicométricos de testes psicológicos de inteligência. Interação em Psicologia, Curitiba, v.6, n.2, p.195-201, jul./ dez. 2002.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. G. C. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez, 2002.

RAFAEL, R. C. Cálculo Diferencial e Integral: estratégias adotadas por universidades para reduzir o percentual de reprovação/evasão na disciplina. In: Encontro Brasileiro de Estudantes de Pós-Graduação em Educação Matemática 2015. Anais... Juiz de Fora: Programa de Pós Graduação em Educação Matemática, 2015, p. 1-12.

RAFAEL, R. C.; ESCHER, M. A. Evasão, baixo rendimento e reprovações em Cálculo Diferencial e Integral: uma questão a ser discutida. In: Encontro Mineiro de Educação Matemática, 2015. Anais… Juiz de Fora: Programa de Pós Graduação em Educação Matemática, p. 1-10, 2015.

RISSI, M. C. MARCONDES, M. A. S. Estudo sobre a reprovação e retenção nos cursos de graduação – 2009. Londrina: UEL, 2011.

ROBERTO, A. Outils d`analyse des contenus mathématiques à enseigner au Lycée et L` Université. Recherches em didactique des mathématiques, v.18, n.2, p.139-190, 1998.

SANTOS, R. M. Avaliação do desempenho no processo de ensino-aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral I: o caso da Universidade Federal do Ceará. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 1994.

SILVA, J. A. M. Educação matemática e exclusão social: tratamento diferenciado para realidades desiguais. Brasília: Plano Editora, 2002.

TAYLOR, J. A. Undergraduate Mathematics and the role of Mathematics learning support. Annals of Second Symposium on Undergraduate Mathematics. Toowomba: National Council Mathematics Learning, p.212-217, 1999. Disponível em: Acesso em: 03 fev 2016.

UTRERA, R. G. A preocupação com a desistência dos alunos no ensino superior em decorrência da falta de pré-requisitos. Monografia (Especialização em Docência e Pesquisa para o Ensino Superior) – Universidade Metropolitana de Santos, Santos, 2011.

Downloads

Publicado

03-05-2018

Como Citar

LIMA BORBA, V. M. de; COSTA, A. P. da. Sucesso e fracasso no ensino da Matemática: o que dizem futuros professores de uma IES?. Revista Brasileira de Educação em Ciências e Educação Matemática, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 55–76, 2018. DOI: 10.33238/ReBECEM.2018.v.2.n.1.18894. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/rebecem/article/view/18894. Acesso em: 17 out. 2021.