Compreensões demonstradas por estudantes do ensino fundamental ao levantarem hipóteses, analisarem dados reais e tomarem decisões

Autores

  • Erica Michelle Silva Cavalcanti Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Gilda Lisbôa Guimarães Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

DOI:

https://doi.org/10.33238/ReBECEM.2018.v.2.n.2.20141

Palavras-chave:

Concepções estudantis, probabilidade, distribuição, univariada, bivariada

Resumo


Resumo: Este estudo teve como objetivo analisar as compreensões demonstradas por estudantes do Ensino Fundamental (5º e 7º anos), diante de distribuições univariadas e bivariadas ao levantarem hipóteses, analisarem dados e tirarem conclusões a partir da análise. Para isso, os estudantes responderam quatro atividades. Verificou-se que a maioria dos estudantes levantou hipóteses. Esse resultado é muito importante, uma vez que essa fase de uma pesquisa é fundamental. Quanto à interpretação dos dados e à confrontação entre hipóteses e dados reais, observou-se uma atitude importante dos estudantes, uma vez que os mesmos realizaram uma reanálise dos dados reais ao precisarem confrontá-los. Entretanto, na situação que envolvia a relação entre duas variáveis (distribuição bivariada) foi difícil para os estudantes de ambos os anos. Avaliação de conclusões a partir dos dados mostrou-se difícil para a maioria dos estudantes, mas não impossível. O uso de linguagem probabilística gerou dificuldades para ambos os grupos de estudantes, apesar da mesma ser necessária nas situações de incerteza. Acredita-se que intervenções pedagógicas voltadas para análise e reanálise dos dados contribuam para avanços nas compreensões dessas habilidades.

Palavras-chave: Concepções estudantis; Probabilidade; Distribuição; Univariada; Bivariada.

 

Comprehensions demonstrated by students of fundamental education in lifting hypotheses, analyzing real data and making decisions

Abstract: The purpose of this study was to analyze the understandings shown by elementary school students (5 th and 7 th years), in the face of univariate and bivariate distributions by raising hypotheses, analyzing data and drawing conclusions from the analysis. For this, the students answered four activities. It turned out that most of the students raised hypotheses. This result is very important, since this phase of a research is fundamental. As for the interpretation of the data and the confrontation between hypotheses and real data, an important attitude of the students was observed, since they realized a reanalysis of the real data when they need to confront them. However, in the situation involving the relationship between two variables (bivariate distribution) was difficult for students of both years. Evaluation of conclusions from the data proved difficult for most students, but not impossible. The use of probabilistic language generated difficulties for both groups of students, although it is necessary in situations of uncertainty. It is believed that pedagogical interventions aimed at analyzing and reanalyzing the data contribute to advances in the understanding of these skills.

Keywords: Student conceptions; Probability; Distribution; Univariate; Bivariate.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erica Michelle Silva Cavalcanti, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática e Tecnológica. Mestre em Educação Matemática e Tecnológica (EDUMATEC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Graduada em Pedagogia, também pela UFPE (2008). Atualmente é professora dos anos iniciais do Ensino Fundamental e participa de projetos no campo da pesquisa em Educação Matemática.

Gilda Lisbôa Guimarães, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1982), mestrado em Psicologia Cognitiva pela Universidade Federal de Pernambuco (1994) e doutorado em Psicologia Cognitiva pela Universidade Federal de Pernambuco (2002). Fez pós doutorado na Universidad de Burgos - Espanha e na Université Laval no Canadá. Atualmente é professora efetiva da Universidade Federal de Pernambuco ministrando disciplinas no curso de Pedagogia e na Pós graduação em Educação Matemática e Tecnológica - Edumatec. Pesquisa e orienta estudos na área de Educação Matemática, com ênfase em Educação Estatística, atuando principalmente na aprendizagem de professores e alunos da Educação Infantil, anos iniciais e Eja e análise de livros didáticos. É lider do Grupo de Pesquisa do CNPQ - Grupo de Estudo em Educação Estatística no Ensino Fundamental - Gref.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Terceira versão da Educação Infantil e Ensino Fundamental. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf> Acesso em 09 de maio de 2017.

BRESLOW, N. E. Discussion: Statistical Thinking in Practice. In: WILD, C. J.; PFANNKUCH, M. Statistical Thinking in Empirical Enquiry. International Statistical Review, s.l., v. 67, n. 3, p. 223-265, 1999. Disponível em: <http://www.stat.auckland.ac.nz/~iase/publications/isr/99. Wild. Pfannkuch.pdf>. Acesso em: 09 de maio de 2017.

CAMPOS, C. R; WODEWOTZKI, M. L. L.; JACOBINI, O. R. Educação Estatística: teoria e prática em ambientes de modelagem matemática. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013. (ColeçãoTendências em Educação Matemática).

ENGLISH, L. D. Establishing statistical foundations early: data modeling with young learners. Proceedings of the Ninth International Conference on Teaching Statistics (ICOTS9), Flagstaff, Arizona, USA. Voorburg, The Netherlands: International Statistical Institute, 2014.

EVANGELISTA, B.; GUIMARÃES, G. L. Tables in textbooks for elementary school grades. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON MATHEMATICS TEXBOOK RESEARCH AND DEVELOPMENT -ICMT, 2. 2017. Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro, maio de 2017.

GAL, I. Adults Statistical Literacy: meanings, components, responsibilities. International Statistical Review, s.l., v.70, n.1, p. 1-25, 2002.

GARFIELD, J.; BEN-ZVI, D. Learning to reason about data. In: GARFIELD, J.; BEN-ZVI, D. (Org). Developing Students’ Statistical Reasoning: Connecting Research and Teaching Practice. Springer, 2008. p. 1-31.

GUIMARÃES, G. L.; GITIRANA, V. Estatística no Ensino Fundamental: a pesquisa como eixo estruturador. In: BORBA, R. E.; MONTEIRO, C. E. (Org). Processos de ensino e aprendizagem em Educação Matemática. UFPE, 2013, p. 93-132.

HENRIQUES, A.; OLIVEIRA, H. Students’ informal inference when exploring a statistical investigation. In: CONGRESS OF EUROPEAN RESEARCH IN MATHEMATICS EDUCATION, 9. 2015.Praga. Anais …Praga. República Tcheca, 2015.

MAKAR, K. Predict! Teaching statistics using informal statistical inference. Australian Mathematics Teacher, Adelaide, SA, Austrália, v. 69, n. 4, p. 34, 2013.

MCPHEE, D.; MAKAR, K. Exposing young children to activities that develop emergent inferential practices in statistics. Proceedings of the Ninth International Conference on Teaching Statistics (ICOTS9), Flagstaff, Arizona, USA. Voorburg, The Netherlands: International Statistical Institute. 2014.

NICKERSON, Raymond S. Confirmation Bias: A Ubiquitous Phenomenon in Many Guises. Review of General Psychology, s. l., v. 2, 1998, p. 175-220. Disponívelem: <http://pages.ucsd.edu/~mckenzie/nickersonConfirmationBias.pdf>. Acesso em: 09 de maio de 2017.

NUNES, T.; BRYANT, P. 2011. Understanding risk and uncertainty: The importance of correlations. Em Teia, Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana, s.l., v. 2, n. 2, 2011.

SILVA, E. M. C. Como são propostas pesquisas em livros didáticos de ciências e matemática dos anos iniciais do ensino fundamental. n.f. 2013. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco, CE. Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática e Tecnológica, 2013.

SILVA, R. de C. B. da. É a moeda que diz, não é a gente que quer não: conhecimentos probabilísticos de crianças em situações de jogos. n.f. 2016. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco, CE. Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática e Tecnológica, 2016.

SOARES, M. A.; NEHRING, C. M. Proporcionalidade: uma análise de livros didáticos do ensino fundamental. CONGRESSO INTERNACIONAL DE ENSINO DA MATEMÁTICA, 6. 2013. Canoas. Anais ... Canoas-RS. ULBRA, outubro de 2013.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em Administração. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

WATSON, J. Foundations for improving statistical literacy. Statistical Journal of the IAOS, s. l., v. 27, p.197-204, jan. 2011.

WILD, C. J.; PFANNKUCH, M. Statistical Thinking in Empirical Enquiry. International Statistical Review, s. l., v. 67, n. 3, p. 223-265, 1999. Disponível em: <http://www.stat.auckland.ac.nz/~iase/publications/isr/99.Wild.Pfannkuch.pdf>. Acesso em: 09 de maio de 2017.

Downloads

Publicado

31-08-2018

Como Citar

CAVALCANTI, E. M. S.; GUIMARÃES, G. L. Compreensões demonstradas por estudantes do ensino fundamental ao levantarem hipóteses, analisarem dados reais e tomarem decisões. Revista Brasileira de Educação em Ciências e Educação Matemática, [S. l.], v. 2, n. 2, p. 194–216, 2018. DOI: 10.33238/ReBECEM.2018.v.2.n.2.20141. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/rebecem/article/view/20141. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Pesquisa