Programa institucional de bolsa de iniciação à docência (Pibid 2018-2020): expectativas, contribuições e desafios do subprojeto biologia UTFPR na percepção dos pibidianos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33238/ReBECEM.2021.v.5.n.2.26685

Palavras-chave:

PIBID, Formação Docente, Biologia, Escola.

Resumo


Resumo: Este artigo tem como objetivo debater as percepções dos pibidianos acerca das contribuições e desafios do subprojeto PIBID Biologia UTFPR 2018-2020. A pesquisa de cunho qualitativo foi realizada a partir da análise de um questionário aplicado ao final do projeto. A investigação constatou que a participação no projeto atendeu às expectativas de vivenciar a realidade da futura profissão, adquirir fundamentação da prática docente e ter apoio financeiro. Dentre as contribuições, foram destacados a importância da vivência nas escolas, o conhecimento didático e a diminuição dos medos e inseguranças para atuar profissionalmente. Em relação aos desafios que vivenciaram no PIBID, apontaram a inserção no ambiente escolar, o relacionamento com os supervisores e as dificuldades que sentiram para se comunicar e se expressar em sala de aula. Perante tais resultados, consideramos que a participação no PIBID promove experiência no processo formativo, fundamentada na reflexão e problematização de situações reais da profissão docente.Palavras-chave: PIBID; Formação Docente; Biologia; Escola. Institutional program for teaching initiation (Pibid 2018-2020): expectations, contributions and challenges of the subproject biologia UTFPR in the perception of pibidiansAbstract: This article aims to debate the perceptions of pibidians about the contributions and challenges of the subproject PIBID Biology UTFPR 2018-2020. The qualitative nature research was carried out from the analysis of a quiz applied at the end of the project. The investigation found that participation in the project met the expectations of experiencing the reality of the future profession, to acquire reasoning for teaching practice and having financial support. Among the contributions, it was highlighted the importance of living in schools, didactic knowledge and the reduction of fears and insecurities to act professionally. In relation to the challenges they experienced at PIBID, it was pointed the insertion in the school environment, the relationship with supervisors and the difficulties they felt to communicate and express in the classroom. With these results, it is considered that the participation in PIBID promotes experience in the formative process, based on the reflection and problematization of real situations of the teaching profession.Keywords: PIBID; Teacher Education; Biology; School. 

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 1ª ed. Lisboa: Edições 70, 1977.

BARCELOS, N. N. S.; VILLANI, A. Troca entre universidade e escola na formação docente: uma experiência de formação inicial e continuada. Ciência e Educação. Bauru, v. 12. n.1. p. 73-97, Jan/abril. 2006.

BIANCHI, R. C. Relação Universidade-Escola: o PIBID como instrumento de intervenção sobre o real da formação de professores. 2016, 104 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a base, Ensino Médio. Brasília: MEC, 2018. Disponível em:

< http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em: 21 jun. 2021.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Resolução CNE/CP n. 02/2015, de 1º de julho de 2015. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, seção 1, n. 124, p. 8-12, 02 de julho de 2015. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file>. Acesso em: 18 jan. 2021.

BRASIL. Portaria Normativa nº 38, de 12 de dezembro de 2007. Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência –PIBID. Diário Oficial da União, seção 1 nº239, p. 39, dez. 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/portaria_pibid.pdf >. Acesso em: 21 jan. 2021.

BRASIL. Decreto nº 7.219, de 24 de junho de 2010. Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID e dá outras providências. Diário Oficial da União, n. 120, seção 1, p. 4-5, 2010. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7219.htm>. Acesso em: 21 jan. 2021.

CARVALHO, A. M. P.; GIL-PÉREZ, D. Formação de professores de ciências: tendências e inovações. 7.ed. São Paulo: Cortez, 2003.

CASTRO, L. P. V. Evasão escolar no ensino superior: um estudo nos cursos de licenciatura da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste – câmpus Cascavel. 2013. 162f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2013.

DELABENETTA, R. A.; SCHNEIDER, E. M.; DAMKE, A. S. Programa de iniciação à docência (PIBID): contribuições para a formação docente e a compreensão da abordagem CTS. Perspectivas em Diálogo, Naviraí, v. 6, n. 11, p. 144-168, jan./jun. 2019.

DINIZ-PEREIRA, J. E. A prática como componente curricular na formação docente. In: HARMUCH, R. A.; SALEH, P. B. O. (Orgs.). Estudos da linguagem e formação docente. Campinas: Mercado de Letras, 2011. p. 99-115.

FRANCISCO JUNIOR, W. E.; OLIVEIRA, A. C. G. PIBID Química: ações e pesquisas na universidade federal de Rondônia/UNIR. São Carlos: Pedro & João Editores, 2011.

GAUTHIER, C.; MARTINEAU, S.; DESBIENS, J. F.; MALO, A.; SIMARD, D. Por uma teoria da Pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: Ed. Unijuí, 1998. 457 p. (Coleção Fronteiras da Educação).

GONZAGA, A. M. A pesquisa em educação: um desenho metodológico centrado na abordagem qualitativa. In: GHEDIN, Evandro; FRANCO, Maria Amélia Santoro. Pesquisa em educação: alternativas investigativas com objetos complexos. 2006, p. 65-89.

HAGE, M. S. C. Formação de professores: reflexões sobre seu saber/fazer. Revista Acadêmica, p. 01-14, 2014. Disponível em:

<http://faculdadefundetec.com.br/img/revista_academica/pdf/artigo_socorro.pdf>. Acesso em: 26 jan. 2020.

KRASILCHIK, M. Prática de ensino de biologia. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2004.

LONGUINI, M.D.; NARDI, R. A prática reflexiva na formação inicial de professores

de Física: análise de uma experiência. In: NARDI, R.; BASTOS, F; DINIZ, R. E. S;

Pesquisas em ensino de ciências: contribuições para a formação de professores, v. 5, São Paulo: Escrituras, 2004. p. 195-211.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. E. Pesquisa em Educação: Abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, ed. 1, 1986. 128p.

PAREDES, G. G. O.; GUIMARÃES, O. M. Compreensões e significados sobre o PIBID para a melhoria da formação de professores de Biologia, Física e Química. Revista Química Nova na Escola, São Paulo, v. 34, n. 4, p. 266-277, 2012.

PESCE, M.K.; ANDRÉ, M. E.D.A. Formação do professor pesquisador na perspectiva do professor formador. Revista Formação Docente, Belo Horizonte, v. 04, n. 07, p. 10-18, jul./dez. 2012. Disponível em: <http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br>. Acesso em: 27 abr. 2020.

PIMENTA, S. G. (Org.). Saberes Pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1995.

PUTNAM, R. T.; BORKO, H. What do new views of knowledge and thinking have to say about research on teacher learning? Educational Researcher, s/l, v. 29, n. 1, p. 4-15. 2000.

SELLES, S. E.; FERREIRA, M. S. Saberes docentes e disciplinas escolares na formação de professores em Ciências e Biologia. In: SELLES, S. E. et al. (Orgs.). Ensino de Biologia: histórias, saberes e práticas formativas. Uberlândia: EdUFU, 2009. p. 49-69.

SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, s/l, v. 57, n.1, p. 1- 21, 1987.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

VIANA, G. M.; MUNFORD, D.; FERREIRA, M. S.; MORO, L. Relações entre teoria e prática na formação de professores: investigando práticas sociais em disciplina acadêmica de um

curso nas ciências biológicas. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 28, n. 04, p. 17-49, 2012.

VIÉGAS, A. L. D. C.; CRUZ, L. M. D.; MENDES, A. P. F. T. Formação de Professores em Ciências Biológicas: Desafios, Limites e Possibilidades. Revista Unopar Científica, Londrina, v.16, n.5, p. 507-519, 2015.

Downloads

Publicado

31-08-2021

Como Citar

SCHNEIDER, E. M.; DAMKE, A. S. Programa institucional de bolsa de iniciação à docência (Pibid 2018-2020): expectativas, contribuições e desafios do subprojeto biologia UTFPR na percepção dos pibidianos. Revista Brasileira de Educação em Ciências e Educação Matemática, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 272–293, 2021. DOI: 10.33238/ReBECEM.2021.v.5.n.2.26685. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/rebecem/article/view/26685. Acesso em: 4 dez. 2021.

Edição

Seção

Pesquisa