Acesso aberto: desafios

Autores

  • Dartel Ferrari Lima Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Cascavel, PR, Brasil.
  • Fernanda Aparecida Meglhioratti Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Cascavel, PR, Brasil.
  • Rosana Franzen Leite Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Cascavel, PR, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.33238/ReBECEM.2021.v.5.n.2.28002

Resumo


Resumo: A discussão a respeito da importância de acesso aos produtos e processos de pesquisa para promover o conhecimento científico tem sido objeto de reflexão há muito tempo na literatura. Na atualidade, as reflexões a respeito do livre acesso à produção científica se intensificam pressionadas pelo acesso à internet e a velocidade em que as informações são disponibilizadas. Nesse contexto, discutimos as ações que a ReBECEM tem realizado para manutenção de um modelo aberto e sem custos para autores e leitores.Palavras-chave: Acesso aberto; Política editorial; Publicação científica.  

Referências

ANDRADE, R. de M.; MURIEL-TORRADO, E. Declarações de acesso aberto e a lei de direitos autorais brasileira. RECIIS - Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, Rio de Janeiro, v. 11, p. 1-5, nov. 2017. Suplemento. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/23722. Acesso em 2 de agosto de 2021.

BARROS, M. A. A Primavera Acadêmica e o custo do conhecimento. Liinc Em Revista, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, p. 365–377, set. 2012. (Novos paradigmas da comunicação científica: ampliando o debate). Disponível em: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3366/2967. Acesso em: 5 de agosto de 2021.

BOURDIEU, P. Para uma sociologia da ciência. Lisboa: Edições 70, 2004.

BRITO, R. F.; SHINTAKU, M.; CURADO, A. M. C. S. F.; ABADAN, D.; MACEDO, D. J.; SERRADAS, A.; SANTOS, P. R.; SOARES, S. B. C.

Guia do usuário do OJS 3. Brasília: Ibict, 2018.144 p. Disponível em: https://bibliotecadigital.mdh.gov.br/jspui/handle/192/252. Acesso em 05 de agosto de 2021.

COUTINHO, P.; PESTANA, O. eBOOKS: evolução, características e novas problemáticas para o mercado editorial. PÁGINAS a&b, s. 3, n. 3, p. 169-195, 2015. Disponível em: http://aleph20.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/article/view/672. Acesso em: 04 de agosto de 2021.

FURNIVAL, A. C. M.; SILVA-JEREZ, N. S. Percepções de pesquisadores brasileiros sobre o acesso aberto à literatura científica. Inf. & Soc.:Est., João Pessoa, v. 27, n. 2, p. 153-166, maio/ago. 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/32667. Acesso em 2 de agosto de 2021.

MERTON, R. Ensaios de sociologia da ciência. São Paulo: Associação Filosófica Scientiae Studia/Editora 34, 2013.

NEWBY, G. B. Obituary for Michael Stern Hart. Project Gutenberg. Disponível em: <https://www.gutenberg.org/attic/hart.html#obituary-for-michael-stern-hart>. Acesso em: 5 de agosto de 2021.

QUINTANILHA, T. L.; TRISHCHENKO, N. Acesso aberto e conhecimento científico: entre a res publica e o modelo de negócio. Uma Revisão da literatura. Comunicação e Sociedade, v. 39, p. 203-222, 2021. Disponível em: https://revistacomsoc.pt/index.php/revistacomsoc/article/view/2756. Acesso em 5 de agosto de 2021.

SUBER, P. Open access. Cambridge: MIT Press, 2012. Disponível em: http://nrs.harvard.edu/urn-3:HUL.InstRepos:10752204. Acesso em 2 de agosto de 2021.

Downloads

Publicado

31-08-2021

Como Citar

FERRARI LIMA, D.; MEGLHIORATTI, F. A.; FRANZEN LEITE, R. Acesso aberto: desafios. Revista Brasileira de Educação em Ciências e Educação Matemática, [S. l.], v. 5, n. 2, p. iii-vii, 2021. DOI: 10.33238/ReBECEM.2021.v.5.n.2.28002. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/rebecem/article/view/28002. Acesso em: 4 dez. 2021.

Edição

Seção

Editorial